Aromaterapia

Lavanda (Lavandula officinalis)

A lavanda é, sem dúvida, o óleo mais versátil e é um dos óleos que não pode faltar na “farmácia caseira”.

Os romanos tinham por hábito utilizar a lavanda nos banhos. Daí seu nome, derivado do latim “lavare”, ou seja, lavar.

Seu aroma é adocicado, floral, fresco, e combina muito bem com o alecrim, outro óleo indispensável na “farmacinha”. Existem diversas variedades de lavanda, como a Lavandula vera, Lavandula angustifolia, Lavandula latifolia, Lavandula spica, mas todas possuem propriedades semelhantes, apenas com pequenas variações no aroma.

A lavanda possui um largo espectro de qualidades e aplicações, e dentre todas as suas propriedades, seu poder equilibrante sobre o sistema nervoso merece destaque especial: se você está cansado, estrassado, ela o relaxará; se está deprimido, ela o animará; se está com raiva, ela acalmará.

Mas esta planta tão versátil tem muitas outras utilidades sobre a pele, os sistemas digestório, circulatório, muscular, linfático, genital, urinário. Trata queimaduras, acne, furúnculos, miscoses, alergias, picadas de insetos. é boa tanto para peles secas quanto oleosas (seu poder equilibrante, lembra?).

Eficaz sobre efermidades do sistema respiratório, como tuberculose, pneuminia, bronquite, gripe, sinusite, e todos os demais problemas respiratórios, além da tosse, infeccções de garganta e aftas.

A lavanda também age sobre o sistema digestório, auxiliando a digestão, sendo útil em casos de flatulência, diarréia, náuseas e cólicas.

É um tônico cardíaco e um hipotensor, estimulante da circulação sanguínea e linfática. Auxiliar no combate a febre, dores musculares, artrite, infeccções urinárias, síndrome pré-menstrual, calores da menopausa.

Esses são só alguns exemplos de aplicações da lavanda, além da sua clássica utilização na perfumaria. E é por tudo isso que ela é indispensável!

Utilização: em inalações, compressas, loções, óleos de massagens, xampu, banho, aromatizadores de ambiente; pode ser usado diretamente sobre a pele e combina bem com todos os demais óleos essenciais.

Dosha: -P / -K

Sinônimos: Lavender (eng), Lavande (fr)



Referências:

  1. Torres, M. Les 100 huiles essentielles pour votre santé. Deville, 2005.
  2. Miller, B. Miller, L. Ayurveda & Aromatherapy: The Earth Essential Guide to Ancient Wisdom and Modern Healing. Lotus Press, 1996.
  3. Price, S. Aromaterapia e as Emoções. Bertand, 2006.
  4. Worwood, V. The Complete Book of Essential Oils and Aromatherapy. New World Library, 1991.

Um comentário em “Lavanda (Lavandula officinalis)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s