Saúde · Yoga

Respiração: como ela acontece?

Todos sabemos que na respiração, o ar rico em oxigênio entra em nosso corpo, através das narinas, e o ar rico em gás carbônico é eliminado. Esta troca de gases ocorre nos pulmões. Vamos ver um pouco do seu funcionamento?

Os pulmões são órgãos de estrutura esponjosa e elástica, em forma de pirâmide, assentados sobre o diafragma.

Quando inspiramos, os pulmões aumentam de volume e se enchem de ar. Ao expirarmos, o ar sai dos pulmões e seu tamanho então se reduz. Mas os pulmões não são músculos, como o coração. Então como eles se movem? Como o ar entra e sai?

Um dos responsáveis por este movimento é o músculo diafragma, sobre o qual os pulmões estão assentados. Quando está relaxado, este músculo tem o formato de uma cúpula. A medida que este músculo se contrai, ele vai ficando mais reto, movendo-se para baixo, aumentado o espaço da cavidade torácica. Os pulmões acompanham este movimento de expansão, devido a sua estrutura elástica, sugando o ar externo para dentro, pelas vias respiratórias. Este é o movimento da inspiração, um processo ativo, do qual participam também os músculos intercostais externos.

Quando o diafragma relaxa, volta a sua forma original, de cúpula, reduzindo o espaço na caixa torácica, as fibras elásticas dos pulmões retornam ao seu tamanho original e eles são esvaziados. É a expiração. Diferentemente da inspiração, a expiração é um processo passivo, no qual os pulmões não esvaziam completamente. Ao final da expiração sempre permanece um volume de ar residual.

Quando estamos em repouso, o volume de ar que entra e sai dos pulmões é de aproximadamente 500ml. Podemos aumentar este volume, utilizando músculos adicionais que irão expandir ainda mais a caixa torácica na inspiração, como o alguns músculos do pescoço (esternocleidomastoideo e escalenos) e o peitoral menor. Se quisermos esvaziar ainda mais os pulmões é necessário utilizar os músculos intercostais internos.

Mas ainda há um outro conjunto de músculos que podem ser usados: a musculatura da região abdominal. Quando contraímos os músculos abdominais, os órgãos desta região são comprimidos, empurrando o diafragma para cima, reduzindo ainda mais o volume da cavidade torácica e consequentemente esvaziando mais os pulmões. Por outro lado, quando expandimos os músculos desta região criamos mais espaço e podemos inspirar mais ar. Na tosse, musculatura abdominal contrai-se rápida e vigorosamente, de modo que os pulmões possam ser comprimidos e expelir o ar e/ou outros corpos estranhos.

Mas é importante não esquecer a função da respiração: a troca de gases com a atmosfera, eliminando o gás carbônico presente no sangue e absorvendo o oxigênio necessário ao metabolismo das células. Quanto mais profunda e lenta for a respiração, mais eficiente será o processo de troca de gases. Por isso, os exercícios respiratórios e o condicionamento e tonificação de toda a musculatura envolvida no processo da respiração é tão importante.

2 comentários em “Respiração: como ela acontece?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s